Hoje pela manhã ao abrir o meu smartphone me deparei com a manchete acima, então fiz uma breve reflexão sobre os verdadeiros “poderosos” do Brasil.

No Brasil é assim, enquanto se serve aos caprichos dos donos do poder, você respira, mas se você cai na besteira de se voltar contra eles, você morre, não importa quanto poder você tenha, sempre haverá alguém acima de você, e a Globo não acreditou.

 

Esse é o Brasil do coronelismo moderno, não se utiliza mais os serviços de “pistoleiros e jagunços”, a guerra agora é outra, quem não jogar conforme as regras dos mais poderosos, tá fora.

Vejamos o exemplo de um outro dono de emissora de TV:

Na campanha para a eleição de Dilma Rousseff, ela afirmou que iria liberar o aborto, isso agradou as feministas, mas desagradou os religiosos de determinada denominação cujo líder apoiava a candidatura de Dilma, então esse líder “evangélico”, que também é dono de uma rede de televisão, fez uma mega reunião com os “fieis” de sua igreja, para dizer que ele era a favor do aborto, que a mãezinha dele fizera 16 abortos e nem por isso estava no inferno e que era melhor abortar do que deixar nascer e largar no lixão, e todo povo disse amém.

Isso é jogar conforme as regras do jogo, do jogo de poder, caso contrário, você morre, seu negócio, sua carreira, não vai pra frente.

Veja o vídeo do jornalista – jogando de acordo as regras – Paulo Henrique Amorim no link abaixo. 

https://www.facebook.com/Conversa.Afiada.Oficial/videos/1819174581442728/?pnref=story

Abaixo o vídeo do bispo Macedo pregando à favor do aborto.